ROMANCE E FUTURISMO- A VOLTA DE GLORIA COELHO ENCERRA A SPFW

Domingo, dia 14 de Abril, foi o último dia de apresentações do São Paulo Fashion Week. Após uma semana de coleções de grandes nomes da moda nacional, João Pimenta, Amapô Jeans e Gloria Coelho foram os escolhidos para fechar o último dia do evento. Hoje, escolhi o desfile da icônica Gloria Coelho, que estava há algum tempo já fora do line e que voltou dessa vez comemorando seus 50 anos de marca para darmos uma olhadinha. Vamos lá?

Nascida em Minas Gerais, a estilista Gloria Coelho sempre foi muito ligada às artes. Essa relação acabou sendo fonte de inspiração para as suas coleções desde a sua primeira marca lançada em 1974: A “G”, e a partir de então, Glória já sabia o que queria alcançar com as suas criações, vestir mulheres sofisticadas e trazer a arte e a história em seus conceitos. Baseado nisso, então, surge sua marca homônima “Gloria Coelho”, voltada para um público feminino mais jovem, com um ar mais descolado e contemporâneo.

Agora, falando da sua coleção apresentada na São Paulo Fashion Week, seu palco foi a galeria Nara Roesler, no bairro Jardins, a escolha perfeita para a comemoração da sua marca que possui a arte enraizada em sua essência. E nessa coleção não seria diferente. Glória se inspira em diversos lugares e épocas, como as roupas de Ballet, os anos 60, a moda francesa e japonesa, a op art, as manualidades como o crochê e o patchwork e até mesmo o desenho infantil Pokémon teve um lugar no meio do seu processo de desenvolvimento de coleção.

Acompanhada da excelência técnica e de material, o seu desfile caminha por vários estilos, como as roupas de festa, looks mais sociais com a alfaiataria, elementos da moda esportiva e beachwear, e os metalizados também se fazem presentes para retratar o tom futurista da marca. O código estético principal desse desfile foram as aplicações de flores e bolas nos tules, além das franjas que aqui aparecem em cetim, as fitas e os paetês. As silhuetas são alongadas e contam com recortes e trabalhos de costura aplicados nas peças, também trazendo uma delicadeza para as roupas, através das transparências e das alças finas.

Já o seu trabalho impecável de alfaiataria conta com modelagens desconstruídas e peças modulares, que transformam sua forma através das aplicações de zíper, trazendo uma maior funcionalidade e utilitarismo para a sua coleção. As cores branco e preto são essenciais no desfile, mas também temos a presença do vermelho e do azul na construção dos looks, principalmente nos vestidos. As manualidades, como crochê, são as técnicas que mais observamos durante toda a semana de desfiles e aqui ele aparece novamente reinterpretado com os desfiados e as franjas.

Toda a sua coleção demonstra uma inspiração na própria trajetória de 50 anos de marca, mas sem deixar de lado o seu olhar para o futuro. E depois de tantas apresentações incríveis, não teria como essa marca tão importante e icônica na moda nacional ficar de fora. Assim termina essa primeira São Paulo Fashion Week acompanhada de muita emoção e ansiedade para descobrir o que mais de novo poderemos ver futuramente na nossa moda que a cada ano cria mais raízes e se torna mais madura.

Beijos, Lalá.

SPFW N57- UM ESQUENTA PARA A SEMANA DE MODA BRASILEIRA

Hoje, dia 09 de Abril, começa oficialmente a temporada de desfiles da São Paulo Fashion Week. Mergulhando nos conceitos e técnicas das marcas nacionais, essa edição conta com a estreia de novas etiquetas e o comeback de alguns nomes já conhecidos, mas que não participaram nas últimas edições do evento. Com tantas novidades, trago para vocês um pouquinho do que podemos esperar para essa semana e já nos prepararmos para ficar de olho nas passarelas paulistas.

Começando pelas estreias, Catarina Mina e Reptilia apresentam suas coleções pela primeira vez no evento. A primeira marca, nascida no Ceará, é conhecida por sua preocupação com a sustentabilidade, transparência em relação ao processo de produção e principalmente por suas técnicas manuais como o crochê. Na SPFW, Catarina Mina traz a sua primeira coleção com o nome de “Guardiãs da Memória”, explorando materialidades muito particulares brasileiras como a palha de Carnaúba e os tecidos feitos a partir da renda filé. Já na Reptilia, marca de Curitiba fundada por Heloisa Strobel, o design das roupas é pensado para reformular as silhuetas, propondo isso através de uma moda minimalista com um toque arquitetônico e sofisticado. A marca estreia com a sua coleção “Indelével”, composta por peças funcionais para o cotidiano, mas se apoderando de uma atmosfera modernista através de silhuetas escultóricas.

Algumas marcas também estão comemorando anos no mercado de moda durante essa edição. Glória Coelho completa 50 anos de marca, conhecida por suas peças que unem referências artísticas à tecnologia, dando vida a um vestuário com tecidos luxuosos e detalhes artesanais. Ela há alguns anos já não participava mais da São Paulo Fashion Week, porém seu comeback está garantido nesta temporada. Silvério também comemora uma década de moda, com silhuetas inventivas e românticas que trazem uma proposta de reinterpretação dos gêneros. Ele se apresenta com a coleção “Sublime”, inspirada no filme “Morangos Silvestres”. Rafael Silvério remonta um casamento em seu processo criativo partindo da estética da obra.

A responsável pela abertura da semana de moda é a Aluf, e o encerramento fica por conta do icônico João Pimenta. A São Paulo Fashion Week é sempre um momento muito importante e especial, já que o evento é palco para pautas super importantes, como sustentabilidade e meio ambiente, além de ser uma forma de relembrarmos a importância da moda nacional e como, em nosso país, também existem criadores incríveis para acompanharmos. Mas me contem, qual desfile vocês estão mais ansiosos para ver?

Beijos, Lalá.

Guess: Um ano no Brasil

Meninas, o tempo passa muit rápido, não é mesmo? Em pensar que parece que fazem alguns dias que fui convidada para a inauguração da primeira loja Guess no Brasil… E já faz um ano que ela chegou. Eu amoooo a marca (quem me acompanha aqui sabe que estou de jeans Guess direto) e fui convidada para a festa de um ano da loja. Passei a tarde com a turma da loja do Shopping Villa Lobos e foi uma delicia, com direito a brigadeiros e Foto Cabine (quem resiste a um clique?). Registrei meus achadinhos na loja para vocês (vale botar os olhos na minha calça cintura super alta que é TOPPPP!).

guess-1-ano-brasil-lala-noleto